Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

1. Quando o sol for enfolado,

2. Quando as estrelas forem extintas,

3. Quando as montanhas estiverem dispersas,

4. Quando as camelas, com crias de dez meses, forem abandonadas,

5. Quando as feras forem congregadas,

6. Quando os mares transbordarem,

7. Quando as almas forem reunidas,

8. Quando a filha, sepultada vida, for interrogada:

9. Por que delito foste assassinada?

10. Quando as páginas forem abertas,

11. Quando o céu for desvendado,

12. Quando o inferno for aceso,

13. E quando o jardim for aproximado,

14. Então, saberá , cada alma, o que está apresentando.

15. Juro pelos planetas,

16. Que se mostram e se escondem,

17. E pela noite, quando escurece,

18. E pela aurora, quando afasta a escuridão,

19. Que (o Alcorão) é a palavra de um honorável Mensageiro,

20. Forte, digníssimo, ante o Senhor do Trono.

21. Que deve ser obedecido, e no qual se deve confiar.

22. E o vosso companheiro (ó povos), não é um energúmeno!

23. Ele o viu (Gabriel), no claro horizonte,

24. E não é avaro, quanto ao incognoscível.

25. E não é (o Alcorão) a palavra do maldito Satanás.

26. Assim, pois, aonde ides?

27. Certamente, não é mais do que uma mensagem, para o universo.

28. Para quem de vós se quiser encaminhar.

29. Porém, não vos encaminhareis, salvo se Deus, o Senhor do Universo, assim o permitir.

- voltar -