Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

1. Quando o céu se fender,

2. E obedecer ao (mando do) seu Senhor, em seu temor,

3. E quando a terra for dilatada

4. E arrojar tudo quanto nela há, e ficar vazia,

5. E obedecer ao (mando do) seu Senhor, em seu temor,

6. Ó humano, em verdade, esforçar-te-ás afoitamente por compareceres ante o teu Senhor. Logo O encontrarás!

7. Quanto àquele a quem for entregue o registro na destra,

8. De pronto será julgado com doçura,

9. E retornará, regozijado, aos seus.

10. Porém, aquele a quem for entregue o registro, por trás das costas,

11. (Este) suplicará, de pronto, pela perdição,

12. E entrará no tártaro,

13. Por se ter regozijado entre os seus,

14. E por ter acreditado que jamais compareceria (ante Nós)!

15. Pois sim! Em verdade, seu Senhor o via.

16. Juro, pelo crepúsculo róseo,

17. E pela noite, e por tudo quanto ela envolve,

18. E pela lua, quando está cheia,

19. Que passareis em plano a plano.

20. Por que, pois, não crêem?

21. E por que, quando lhes é lido o Alcorão, não se prostram?

22. E os incrédulos o negam?

23. Mas Deus bem sabe tudo quanto segredam.

24. Anuncia-lhes, pois, um doloroso castigo,

25. Exceto aos fiéis, que praticam o bem, os quais obterão uma recompensa infalível.

- voltar -