Sermão de Sexta-feira da Mesquita do Brás – As características da Caaba – Sheikh Wissam Issam – 09/08/2019

Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

Louvado seja Deus, na altura de Sua majestade e como Ele merece, louvado seja o Senhor do Universo, que a paz e as bênçãos de Deus estejam com o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) e seus purificados Ahlul Bait (A.S.), sobre todos os profetas e mensageiros, seus bons companheiros e sobre os servos virtuosos.

Deus, peço-lhe perdão por mim e por todos os fiéis, vivos ou falecidos. Servos de Deus, recomendo a vocês e a mim mesmo a temência a Deus, a temência a qual por ela todos os profetas e Mensageiros se empenharam e se esforçaram.

Estes dias são dias sagrados, nos quais a clemência de Deus recai sobre os servos de Deus e não recaem apenas sobre os peregrinos e os visitantes de Medina, e sim sobre todas as pessoas. Até mesmo aqueles que não tiveram a chance de ir nesta data à Caaba terão a chance de ser agraciados com as bênçãos divinas. É logico que os peregrinos serão mais agraciados por estarem próximos da casa sagrada de Deus. Esta casa sobre a qual Deus disse sobre ela no Alcorão Sagrado: “A primeira Casa (Sagrada), erigida para o gênero humano, é a de Bakka, onde reside a bênção servindo de orientação à humanidade (69). Encerra sinais evidentes; lá está a Estância de Abraão, e quem quer que nela se refugie estará em segurança. A peregrinação à Casa é um dever para com Deus, por parte de todos os seres humanos, que estão em condições de empreendê-la; entretanto, quem se negar a isso saiba que Deus pode prescindir de toda a humanidade (97)”. (3)

Esta casa, ou seja, a Caaba, possui características e especificações diferentes, e aqui vamos citar algumas delas:

Primeira: Ser a primeira casa erguida para adorar a Deus sobre a terra

A primeira casa, primeiro local que com a ordem de Deus foi erguido. Ela sempre existiu. Desde quando Adão veio a Terra esta casa já existia. Isto está bem claro e explicitamente expressado aqui, que esta casa possui esta característica de ser o primeiro local de adoração a Deus o único. Está certo que ela foi reerguida e reconstruída na época de Abraão, isso porque ela foi destruída após o dilúvio de Noé, mas ela sempre existiu.

Há inúmeras narrações, entre tais a narração do Príncipe dos Fiéis (A.S.) registrada no Nahjul Balaghah quando ele diz: “Não vedes que Deus pôs a prova todas as pessoas anteriores, a começar por Adão (A.S.), até as últimas neste mundo, com pedras que não causavam benefícios nem danos, que não viam nem ouviam? Fez dessas pedras sua sagrada casa, a qual tornou um baluarte para os humanos. Colocou-a na parte mais rudemente pedregosa da terra, num planalto, ocupando o mínimo solo possível, no mais estreito dos vales, entre íngremes montanhas, com areia fofa, nascentes de pouca água e com poucos habitantes, onde nem camelos, nem cavalos, nem vacas, nem ovelhas poderiam se desenvolver. Ordenou a Adão e aos seus filhos que voltassem sua atenção para ela. Desse modo, tornou-se o centro para as suas viagens ao procurar pastagens e o ponto de encontro das bestas de carga, para que os humanos urgissem a ela, vindos de distantes e secos desertos e de ilhas espalhadas pelos mares. Eles sacodem os ombros humildemente, recitam a súplica de haverem ouvido o chamado de Deus, caminham rápido, tendo os cabelos em desalinho e os rostos empoeirados. Suas peças de roupa estão em suas costas, têm alterada a beleza de suas faces, deixando os cabelos sem cortar como prova de grande provação, o teste em aberto e extremo refinamento”.

Então, de acordo com as palavras do Imam Ali (A.S.) a Caaba existia e Adão e seus filhos foram convocados a se dirigirem em direção desta casa. Esta casa se tornaria o centro da adoração e o ponto de partida, a qual representa a casa da unicidade e a casa da pureza sobre a Terra.

O Imam Assadeq (A.S.) dizia: “Quando Adão fez o ritual do Tawaf na casa e finalizou… O Anjo Gabriel disse a Adão: “Confessa a seu senhor por seus pecados neste local”. Adão então ficou em pé e disse: “Todo praticante possui uma recompensa e eu pratiquei a peregrinação, então qual é a minha recompensa?” Deus disse a Gabriel para dizer a Adão: “Ó Adão, eu perdoei seu pecado”. Então Adão disse: “A meus filhos e gerações também?” Então Deus disse: “Ó Adão, eu perdoarei aquele que vier a este local, confessar seus pecados e pedir o perdão como você pediu”.

Esta é mais uma narração que afirma e confirma a existência da Caaba desde a época de Adão, e que ele próprio fez a peregrinação e confessou perante Deus os seus pecados, e Deus o perdoou. Em outras narrações sagradas também há a afirmação de que quem viaja à casa sagrada de Deus em busca do perdão de Deus, retornará à sua casa como se tivesse nascido novamente, sem pecado nenhum, exceto se tiver pecados que dependam do perdão das pessoas e não de Deus.

A expressão do Alcorão Sagrado está muito clara, primeira casa, pelo local. Não há outra interpretação para estas palavras. Alguns dizem que esta casa não foi a primeira e foi Abraão que a construiu, então como os profetas anteriores a Abraão adoravam a Deus e para onde se dirigiam? Isso não teria cabimento. É uma questão de lógica. Então, a lógica nos leva a saber que certamente havia uma casa, na qual todos os profetas anteriores a Abraão se dirigiam para adorar Deus, o único.

Bem, onde fica esta casa? Esta casa fica em Bakkah. A interpretação desta palavra no idioma árabe é o local onde se reúne muita gente ou o ponto de encontro de milhões. Esta é a primeira intepretação desta palavra, a segunda é de acordo com a frase do Imam Assadeq (A.S.) que diz: “Bakkah é exatamente o ponto onde está a Caaba, o ponto sobre ela, e a aldeia ao seu redor chama-se Makkah”.

Há uma outra opinião que este ponto se chama Bakkah pois é o ponto onde se quebra e se arruína a arrogância e a tirania dos arrogantes e egoístas.

Sendo que a Caaba possui condições e regras, e as pessoas não podem ingressar nesta região sem respeitarem estas condições. Todo peregrino deve vestir vestimentas específicas e seguir rituais específicos, e isso é igual para todos, sem que haja algum privilégio de um sobre outro. Por isso também se chama Bakkah.

Segunda: Onde reside a bênção

A bênção significa a bondade que abrange muitos. Este é o ponto onde as bênções de Deus são multiplicadas sobre os Seus servos. Sejam elas materiais ou espirituais. As materiais são a riqueza, família, saúde, sucesso, e etc… Já as espirituais são a orientação na religião e aquilo que pode fazê-lo feliz na outra vida.

Terceira: Orientação da humanidade

A casa sagrada de Deus não é mais que pedras. Uma construção material. Mas qual o verdadeiro significado da orientação. A primeira condição da orientação é que a pessoa conheça o caminho verdadeiro de Deus. E em segundo a prática das obrigações do ser humano perante Deus.

a) Depois de tantos milhares de anos como esta casa conseguiu resistir a todo este tempo?! A resposta milagrosa desta pergunta leva a crer que há uma força oculta que protege este local. Pois toda matéria pode se destruir com o tempo.

b) Muitos dos governantes injustos da Terra queriam destruir a Caaba, mas ninguém conseguiu, e todos foram arruinados logo em seguida. Há uma frase muito famosa sobre a Caaba que diz: “A casa possui um Senhor que irá protegê-la”. A teoria que alega que não há criador e Deus é anulada com estas duas linhas de raciocínio.

c) Os profetas são considerados os mais racionais desta Terra. A pergunta é: Por que todos os profetas foram em direção da santificação desta casa e peregrinaram a ela? Eles a consideravam a casa da pureza, da unicidade e da adoração total a Deus, o Altíssimo.

Estes três pontos levam a pessoa racional e pensar que esta construção não é simplesmente material, e possui com certeza uma força oculta que a protege, que seria Deus.

Quarta: Encerra sinais evidentes

Esta casa possui sinais evidentes e claros para todos. Sinais dos profetas, desde Abraão, que estão erguidos até os nossos dias. Safa, Marwa, a água de Zamzam, e também uma Pedra onde Abraão ficava em pé. Na verdade, todos os profetas possuem sinais ali nesta casa, seja de adoração ou de propagação da unicidade de Deus. Por que Deus considerou o ponto de referência a pedra onde há sinais de Abraão? Isso porque foi dali que partiu a mensagem de Abraão e seu filho Ismail para convocar as pessoas para a adoração a Deus o único, e para impedirem as pessoas de adorar ídolos.

Quinta: A segurança

Qualquer pessoa que entrar na Caaba estará segura. Não apenas o ser humano e sim toda e qualquer criatura. Então, aquele que ingressar neste ponto estará em segurança. Após erguer a Caaba Abraão disse: “Ó meu Senhor, pacifica esta Metrópole” (14:35). Todos estão em segurança nesta parte da terra.

Uma das questões que acontece aqui é que se um criminoso ou um transgressor se refugia neste local. O criminoso, o assassino ou qualquer transgressor não pode ser castigado ou reprimido nesta parte da terra. Então como faríamos? Se todos os criminosos fossem até lá para não serem castigados. A solução seria que os habitantes locais pressionem e não deem abrigo para estas pessoas para que sejam forçadas a sair deste ponto e daí as autoridades possam prender e reprimir caso seja necessário.

No ano de 68 hejrita, quando o Imam Al-Hussein (A.S.) decidiu se dirigir a Meca para realizar a peregrinação, quando soube que o governante tirado e injusto da época Yazid tinha ordenado seus mercenários a lhe matarem mesmo se estivesse agarrado sobre as cortinas da Caaba, ele preferiu sair daquela região, pois não queria que a santidade daquele local sagrado fosse violada, e ele não queria ser o primeiro a ser assassinado ali. Portanto preferiu sair, até mesmo antes do término dos rituais da peregrinação.

Sexta: A Quiblah dos muçulmanos

Todos os muçulmanos do mundo se dirigem a esta casa e a este ponto da Terra durante suas orações e devoções.

O ponto de partida para a unicidade de Deus é a direção desta casa, e esta Quiblah se transforma em um meio para o atendimento da oração e dos pedidos das pessoas a Deus. Se a pessoa não tiver a competência ou um grau que faça com que Deus atenda suas orações e pedidos talvez esta direção, esta Quiblah, fará que a oração seja atendida e aceita. A história nos afirma que Fátima Bent Açad se refugiou nesta casa quando estava em trabalho, e nela ela orou e pediu para o Senhor daquela casa que facilitasse o nascimento do seu filho. Deus atendeu sua oração e seu chamado, abriu a parede daquela casa e fez com que ela ingressasse dentro da casa, e três dias depois ela saiu da casa com seu filho em seu colo.

Os versículos recitados no início deste sermão, são considerados resposta aos judeus que na época criticaram o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) por ter escolhido a Caaba como a direção de suas orações e ponto de referência. Esta casa é mais antiga do que a Mesquita de Al-Quds em Jerusalém, pois é a primeira a ser erguida sobra a Terra.

Sétima: As pessoas se juntam nos arredores da casa

Qual a importância disso? Abu Jafar Al-Mansour Al-Abbasi queria comprar algumas casas ao redor da Caaba para aumentar o tamanho da sua mesquita, mas os donos não aceitaram. Ele queria pagar mais, mas ainda assim não aceitaram. Então, ele ficou chateado e procurou o Imam Assadeq (A.S.) e pediu ajuda. O Imam Assadeq (A.S.) disse a ele: “Por que ficaria triste já que tu possuis um argumento claro e mais forte do que eles sobre isso?” Abu Já´far perguntou qual seria este argumento tão claro. O Imam Assadeq (A.S.) então respondeu: “O dizer de Deus, a primeira casa a qual deus ergueu sobre a Terra é a que está em Bakkah (Meca), então Deus estaria te informando que Ele ergueu a primeira casa na região de Bakkah (Meca). Se eles tivessem suas propriedades antes da Caaba então ali seria deles, mas se eles estivessem se apropriado após a Caaba ser erguida então não teriam direito nenhum”.

Pedimos a Deus o perdão, sucesso e a clemência, e que Deus aceite nossas ações e orações, e aceite a peregrinação dos devotos peregrinos.

Que a paz e a bênção de Deus estejam com todos vocês.

 

 

«